Por Ron Perlim

Dê a seu filho ou filha um livro como se dá um bombom, um brinquedo, a camisa do time preferido, o abraço, o afago. Permita a ele ou a ela o mundo das palavras e do conhecimento.


 


O Blogue do Ron Perlim entrevista o escritor proprianse, Cleberton Santos. Vamos conhecer um pouco sobre ele:

Cleberton Santos (14/05/1979, Propriá/SE) é poeta e professor do IFBA. Mestre em Literatura e Diversidade Cultural pela UEFS. Publicou os livros “Ópera urbana” (poesia, 2000), “Lucidez silenciosa” (poesia, 2005) “Cantares de roda” (poesia, 2011), “Aromas de fêmea” (poesia, 2013), "Estante Viva” (crítica literária, 2013) e "Travessia de abismos" (poesia, 2015). Vencedor do Prêmio Escritor Universitário Alceu Amoroso Lima da Academia Brasileira de Letras (2002). Tem poemas publicados em várias antologias, revistas e jornais. Apresentou o quadro “Aperitivo Poético” na Rádio Globo FM de Feira de Santana.  

1.  1. Como nasceu o livro “Travessia de abismos”?

Foi escrito e reescrito entre 2014 e 2015. Eu estava liricamente impactado pela leitura da forte poesia do português Gastão Cruz. Estava revisitando outros poetas prediletos e vivendo algumas inquietações-reflexões sobre minha relação com a vida literária e com a própria poesia, essa força invisível tão real. Estava com a ideia de escrever meu quinto e último livro de poemas. Uma travessia mesmo.

2. Do que fala esse livro?

O livro fala (se é que poesia fala algo?!) dessa travessia da minha escrita poética. Minhas incertezas e tentativas de criar poesia num mundo tão prosaico e também já tão cheio de palavras e poetas. Busquei criar um conjunto de poemas que representassem a Voz de um único poema longo que medita sobre o lugar e a função da criação poética. Poesia.

3. Saiba Mais

3.1 Para saber mais sobre o autor, seus livros e suas atividades literárias, acesse este blogue: http://clebertonsantos.blogspot.com.br.

3.2 Travessia de Abismos




Se gostou, comente!