Por Ron Perlim

Dê a seu filho ou filha um livro como se dá um bombom, um brinquedo, a camisa do time preferido, o abraço, o afago. Permita a ele ou a ela o mundo das palavras e do conhecimento.



Hoje eu ri. Mas a noite não é minha.
Foi dela.

Quando a vi, meu corpo se inquietou. Teria tantas coisas para dizer a ela. A voz, no entanto, se embargou. 
Sem solução, chupei acerola e procurei nas sementes um sabor para mim.

03.06.99

Se gostou, comente!