Por Ron Perlim

Dê a seu filho ou filha um livro como se dá um bombom, um brinquedo, a camisa do time preferido, o abraço, o afago. Permita a ele ou a ela o mundo das palavras e do conhecimento.


Ron Perlim e Amorim. Ano de 2021.

Estive no lançamento do livro Um Batim nas Memórias de Um Menino Propriaense, do professor José Alberto Amorim. O evento aconteceu no dia 19 de fevereiro de 2021 no 12 Tênis Clube, Propriá, SE.
Para mim foi uma satisfação não só de participar do acontecido, mas fazer parte deste livro. Isso vocês podem verificar lendo o texto que escrevi para ele logo abaixo:

“Ao folhearmos este livro, ou até dizer, navegarmos por ele; encontraremos fatos e acontecimentos vividos pelo autor em períodos alternados de sua vida. Há em suas páginas coisas de menino, como as peladas, os banhos em nosso adorado Chico e outras brincadeiras. O livro, também, narra coisas da adolescência e as travessuras próprias dessa fase da vida. Nela, as paqueras não ficariam de fora e como elas são equidistantes dos dias atuais. Mas a narração não para por aí: há fatos históricos contados sem jargões ou clichês próprios da disciplina. Como, por exemplo, o Golpe de 64; manifestações culturais que trazem curiosidades desconhecidas de jovens e não mais lembradas por adultos, a exemplo das festividades do Bom Jesus dos Navegantes, o parque industrial de Propriá que era referência no Baixo São Francisco e importante para o Estado de Sergipe. E não poderia esquecer das pessoas citadas pelo autor com suas particularidades. E as comidas da região? Em suas páginas a gente se debruça em uma época que se foi, mas que permanece viva memória. Assim é o livro Um Batim nas Memórias de Um Menino Propriaense que estreia os escritos do professor Alberto amorim. O livro por si tem graça, história e História. São memórias resistentes, gravadas pelas retinas do autor e que pertencem, não mais a ele, mas a Propriá e ao seu povo. Certamente os leitores tirarão grande proveito dessa leitura”. 


Se gostou, comente!