Mostrando postagens com marcador Eventos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Eventos. Mostrar todas as postagens

26 de set de 2017

Bate-papo com os alunos do Santa Bulhões

Escola Santa Bulhões


A convite do corpo docente da Escola Estadual D. Santa Bulhões, estive naquela instituição falando sobre o livro e a leitura no dia 26 de setembro de 2017. Assim que pus os pés na escola, me encontrei com Múrcio Niemayer e conversamos sobre o livro O povo das águas e Foi só um olhar.

Passado o nosso diálogo, fui conduzido pela professora Detinha para o pátio, onde os alunos estavam a minha espera. Dei início ao bate-papo discorrendo sobre a importância da leitura em nossas vidas. Para isso, lhes contei como a minha prática de leitura facilitou a minha vida na faculdade. Expus como a leitura de ficção nos humaniza, nos tornam pessoas melhores e capazes de nos situar no mercado de trabalho. E não parei por aí: lhes disse que ela amplia a compreensão das coisas, já que o mundo é construído sobre o conhecimento.

Encerrei o bate-papo estimulando-os a terem afeição pelos livros, lhes contando esta história:

Quando tinha entre nove e dez anos, meu pai colocou uma ratoeira na cumeeira da casa. Sabedor disso, fiquei curioso. Queria ver o rato preso. Fiquei sem dormir por causa disso. Por volta da meia-noite, ouvi o estalo da ratoeira. Sai às pressas, subi numa bicicleta encostada a parede e tentei ver o pobre do rato preso. Nisso, perdi o equilíbrio, caí e quebrei o braço.

Furioso, meu pai me levou para Aracaju e foi resmungando até lá.

De braço engessado, sem poder brincar, fiquei em casa. A partir daí, comecei a ler o Novo Testamento, desses que os Gideões vivem doando. Depois veio O caso da borboleta Atíria que, inclusive, nunca me saiu da cabeça. E foi assim que eu nunca mais larguei os livros.
Leia Mais ►

24 de set de 2017

Lançamento do livro O povo das águas

No dia 23 de setembro de 2017, no Salão Paroquial em P. R. do Colégio, o escritor Ron Perlim lançou mais um título que se chama O povo das águas pela Editora Penalux. O livro trata do problema do assoreamento do Rio São Francisco e da revitalização sempre negligenciada pelas autoridades, como consta na sinopse:

Quando Cíbar mergulha nas águas do rio São Francisco, é surpreendido por uma voz e toma um susto daqueles por estar diante da Mãe d’água que lhe pedia para ser colocutor entre os humanos e o povo que vive no rio. Assustado, ele não se dispôs a ajudar, indo às pressas para casa. Passou o resto dia pensado nela e no que havia dito. Então, resolveu ir para a reunião do conselho realizada na pedra do meio. Lá, ele ouve atentamente as alegações e a desconfiança de alguns dos líderes de cada nação ali presente, concordando em ser o porta-voz e seguir as orientações do conselho das águas. Enquanto porta-voz, Cíbar tem dificuldades para conscientizar políticos da importância e necessidade da revitalização do rio e da preservação ambiental para a sobrevivência humana e de toda criatura que nele habita, deparando-se com a incompreensão, mentiras, prepotência, má vontade e ameaças, dando origem a um penoso embate que só cessa quando Iati intervém, retendo as águas do rio em seus olhos. Neste livro, Ron Perlim nos convida para refletir nossas práticas político-sociais. A leitura deste livro é prazerosa e de fácil compreensão. O povo das águas mistura ficção com realidade com o propósito de tentar humanizar os leitores, tornando-os mais sensíveis, conscientes e reflexivos quanto aos problemas ambientais, políticos e sociais apresentados nesta história.
MAROLI ROCHA
PEDAGOGA










Leia Mais ►

13 de mai de 2017

Projeto Arte da Palavra

Oscar Nakasato e Ron Perlim
Estive na Uneal (Universadidade Estadual de Alagoas), em Arapiraca. Participei do projeto Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras, Circuito de Autores com Oscar Nakasato (PR) e Manto Costa (RJ) para uma roda de conversas.

Oscar Nakasato trouxe o tema da imigração japonesa em seu livro Nihonjin, premiado pelo Jabuti de 2012.

Manto Costa em seu livro de contos Circo de Pulgas, vencedor do Edital da Biblioteca Nacional, trouxe a questão do negro na literatura e a sua invisibilidade.

No decorrer da palestra muitas indagações foram feitas, os temas se entrelaçaram por alguns instantes, predominando o papel do negro na sociedade, as várias formas de preconceitos os quais estão submetidos.
Manto Costa e Ron Perlim

A cultura japonesa, representada por Nakasato ficou de lado, não por preconceito; mas pela intensidade e a presença do debate que a questão afrodescendente suscitou.









Leia Mais ►

30 de jan de 2017

O escritor na livraria

O Escritor na Livraria é organizado por Saracura na última semana de cada mês na livraria Escariz em Aracaju. Nesses encontros, os escritores expõe seus livros, trocam ideias, declamam. O bom de tudo isso não é só a perspectiva para vender, mas de conhecer gente nova, dialogar, trocar experiências. Dessa forma, a Literatura Sergipana anda nessa imensidão de títulos.

Saracura, Isabel Melo, Ron Perlim...


Jane Guimarães declamando
Marta Hora
Ron Perlim, Jane Guimarães, Marta Hora...

Leia Mais ►

20 de nov de 2016

V Encontro de Escritores Sergipanos

O V Encontro de Escritores Sergipanos aconteceu no dia 11 de novembro de 2016, no Museu da Gente Sergipana, em Aracaju - Sergipe. Como vocês podem observar nas fotos, eu estive por lá. Revi alguns amigos, conheci outros e mais outros. Participar desses encontros é enriquecedor porque há gente de muitos lugares e cada uma delas tem algo para nos dizer.

Ronperlim e Saracura

Telma Costa e Marcléa

Ronperlim, Marcléa e Antenor Aguiar

Marcléa, Saracura, Ronperlim e Silvanira Marques
Leia Mais ►

3 de dez de 2015

Livro Viu o home? na Câmara de Vereadores de P. R. do Colégio - AL

O vereador Joselito, ao ler o livro Viu o home? percebeu a sua importância política e cultural. Por isso, convidou o escritor Ronaldo Pereira de Lima (Ronperlim) para ir à Sessão Extraordinária da Câmara de Vereadores de Porto Real do Colégio no dia 02.12.2015 para dialogar com seus pares sobre esse livro. Na ocasião, o escritor Ronaldo expôs a sua trajetória literária e em seguida falou sobre o livro e do que ele trata. Transcrevo trecho de sua fala na tribuna daquela casa para que o leitor possa compreender: 
 
"Ele trata com clareza da política prática dos municípios em contextos que se completam nas mais variadas situações. O autor define essa prática de comércio eleitoral de base, caracterizado pela troca de voto por bens tangíveis (espécie de escambo), intangíveis (favores) e pela compra de voto (quando o eleitor prefere em espécie)".  
 
E concluiu seu discurso dizendo o seguinte: “O livro não aponta culpados, nem inocentes. Apenas cúmplices de um sistema eivado de vícios. Um sistema que precisa ser reorganizado, repensado desde a pré-escola até as universidades. Se assim não for, sempre teremos por aí espécimes como cunhas, delcídios, arrudas, azeredos, paulinhos sem força e tantos outros”.

Plenário da Câmara
Ronaldo lê seu discurso
Vereador Joselito fala da importância do livro Viu o home?
Vereador Lobão reafirma as palavras do vereador Joselito
Vereador Alan lê trecho do livro e faz uma explanação sobre o mesmo
Vereador Ronaldo parabenizar o escritor
Vereador Antônio Santos fala da importância política e cultural do livro
Joselito, o autor e Alan


 
Leia Mais ►

30 de nov de 2015

VII Bienal do Livro de Alagoas: tive por lá


Estande da Secult
Ronaldo, Dilma e Marcléa
Ronaldo e Jussara
Autor acompanhado de sua esposa
Autor e leitora
Ronaldo no estande da Secult
Querindina e Macambira
Ronaldo e Saracura
Emanuel, Ronaldo e Cida

Leia Mais ►

9 de nov de 2015

Flise 2015: tive por lá

Fui a Flise (Festa Literária de Sergipe) expor meus títulos no estande da Secult/Biblioteca Pública Epifânio Dória.
Estande Secult/Biblioteca Epifânio Dória

Estande da Secult/SE


Leitores e autor com o livro Laura

Leia Mais ►

18 de out de 2015

Viu o home? na 3ª Bienal do Livro de Itabaiana

O escritor Ronaldo Pereira de Lima esteve na 3ª edição da Bienal do Livro de Itabaiana no dia 17 de outubro de 2015 para lançar seu título recente Viu o home?.
O autor fala do livro Viu o home?
Ronaldo e a escritora Maria do Carmo X. Costa

Leitora expõe a 2ª ed. de A menina das queimadas.
Ronaldo e o editor Gustavo Felicíssimo da Editora Mondrongo.

O autor acompanhado de sua bela esposa
Escritora e contadora de histórias Telma Costa

Autografando


Leia Mais ►