Mostrando postagens com marcador O autor fala de sua obra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador O autor fala de sua obra. Mostrar todas as postagens

23 de mar de 2017

O autor fala de sua obra: A menina das queimadas


Como nasceu A menina das queimadas

O livro A menina das queimadas nasceu das memórias de dona Zélia, minha sogra, recolhidas das muitas conversas que tive com ela. Apesar dos 80 anos, ela contava com extrema lucidez coisas da sua infância, adolescência e juventude. De tanto ouvir ela falar das coisas que marcaram a sua vida, resolvi recriar parte de suas memórias literariamente para elas sejam úteis para aqueles que abrem a cabeça e o coração. As histórias contadas no livro A menina das queimadas se passavam durante os anos 30 a 50. A época é distinta dos dias atuais, mas as histórias servem de reflexão para aqueles que queiram pousar nelas.

Do que falam essas histórias? 

As histórias falam do sistema precário de educação, de brincadeiras, sofrimento, do amor, desgraça, crenças, costumes, trabalho infantil e as dificuldades, os tabus que eram impostos na época. Elas não têm somente valor pessoal, mas sociológico e antropológico por se tratar de um retalho do país.

Até mais!
Leia Mais ►

16 de fev de 2017

O autor fala de sua obra: Laura

Como nasceu Laura? Eu irei contar para você. Eu sempre fui apegado a minha mãe e dela gostava de ouvir as muitas estórias que tinha para me dizer. Certo dia, ouvindo uma das muitas estórias, me veio na cabeça a ideia de reuni-las e contá-las através da personagem Laura (Baseada em minha mãe).

Isso aconteceu porque eu percebi que as estórias de Lobisomem, Fogo Corredor, Mula-sem-cabeça e outras sempre eram apresentadas de forma individual, sem uma contextualização que fizesse o leitor compreender porque essas histórias existiam e se haviam algum sentido para elas. Por isso, procurei escrever de forma não cronológica; mas na infância dela. Laura é a personificação dessas pessoas que gostam de contar “causos”, especificamente os nordestinos; onde ela se identifica.

Ao ler Laura, você perceberá muita coisa. Por exemplo, como ela é uma idosa que se cuida, que conta com maestria as estórias que ouviu de seus familiares, parentes e amigos, que a fala nos conduz a imersão do tempo e dos modos da época.

Quem são as personagens? Baseado em minha mãe, eu crie a personagem Laura, como você já sabe. Foi através dela que criei Fernando, seu sobrinho, garoto estudioso e apreciador de boas estórias. Os demais fazem parte do mundo imerso que Laura nos conduz, como seu Laurindo, Davi do Juazeiro, e tantos outros.

Acho que falei o suficiente. Leia o livro, procure compreender as estórias, tire alguma aprendizagem e guarde em sua memória. Boa leitura.

Abraço!
Leia Mais ►