23 de mar de 2017

O autor fala de sua obra: A menina das queimadas


Como nasceu A menina das queimadas

O livro A menina das queimadas nasceu das memórias de dona Zélia, minha sogra, recolhidas das muitas conversas que tive com ela. Apesar dos 80 anos, ela contava com extrema lucidez coisas da sua infância, adolescência e juventude. De tanto ouvir ela falar das coisas que marcaram a sua vida, resolvi recriar parte de suas memórias literariamente para elas sejam úteis para aqueles que abrem a cabeça e o coração. As histórias contadas no livro A menina das queimadas se passavam durante os anos 30 a 50. A época é distinta dos dias atuais, mas as histórias servem de reflexão para aqueles que queiram pousar nelas.

Do que falam essas histórias? 

As histórias falam do sistema precário de educação, de brincadeiras, sofrimento, do amor, desgraça, crenças, costumes, trabalho infantil e as dificuldades, os tabus que eram impostos na época. Elas não têm somente valor pessoal, mas sociológico e antropológico por se tratar de um retalho do país.

Até mais!

2 comentários :

  1. O livro "A menina das queimadas" é recheado de episódios singulares é bastante significativos. É um livro de memórias com o resgate histórico de vida que infelizmente tem se perdido. Uma leitura fluente e agradável que proporciona uma viagem no tempo. Um livro para ser adotado nas escolas de educação básica com o propósito de conhecer sobre o antes de quem viveu no baixo São Francisco. Essa leitura, eu recomendo. É

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, obrigado pelo comentário e por reconhecer a importância do livro A menina das queimadas. Saber que a leitura é fluente e agradável, me deixa feliz.

      Excluir