18 de mai de 2016

Procure motivar as palavras

À medida que avançamos na aprendizagem da escrita, é nosso dever procurar aperfeiçoá-la sempre, acrescentando aqui, cortando ali, até chegar ao texto, se não perfeito, pelo menos satisfatório aos nossos objetivos. Tudo começa com uma frase bem-feita, um parágrafo bem estruturado, que depois de escrito precisa de uma boa revisão para corrigir faltas ou excessos. Sem esse rigor, é impossível escrever bem. E uma das provas dos noves da escrita é ver se tudo o que escrevemos está bem amarrado (a coesão) e se as ideias se somam e nunca se contradizem (a coerência).

Como saber que estamos no caminho certo? Para que seu texto seja bem construído, saiba que nenhuma palavra pode surgir do nada. Tudo o que escrevemos deve ser motivado por algo que foi enunciado antes. Uma palavra motiva outra, ou outras. É daí que nasce o bom encadeamento das frases e das ideias. Para isso, nossa atenção deve ser constante e redobrada.

Uma palavra usada de forma gratuita pode fazer ruir todo o nosso trabalho. Quanto mais elos houver entre as palavras, mais o texto ganha em coesão e coerência. Essas duas qualidades são irmãs inseparáveis. Elas exigem uma vigilância sem tréguas. Por isso, devemos saber por que colocamos aquela palavra e não outra em determinada frase.

VIANA, Antonio Carlos. Guia de redação: escreva melhor. São Paulo: Scipione, 2011. p. 96.

4 comentários :

  1. Tem tudo a ver. Não estudei com Antônio Carlos Viana, mas aprendemos na mesma cartilha. Ele consegue, eu busco ainda o texto perfeito

    ResponderExcluir
  2. A busca do texto "perfeito" é o objetivo de todos os que se debruçam sobre as letras.

    ResponderExcluir
  3. Disse tudo. E como disse Fernando Sabino: escrever é fácil. Basta uma folha em branco, uma caneta e suar sangue.

    Abs,

    ResponderExcluir
  4. Obrigado por passar por aqui e contribuir com seu comentário. Valeu!

    ResponderExcluir