26 de fev de 2013

Gênero Lírico: a poesia


"(...) uma manifestação cultural, criativa, expressiva do homem. Não se trata de um 'estado emotivo', do deslumbre de um pôr-do-sol ou de uma dor-de-cotovelo; é muito mais do que isso, é uma forma de conhecimento intuitivo, nunca podendo ser confundido o termo poesia com outro correlato: o poema".

Assis Brasil

A este tipo de gênero pertencem várias poesias, indo da Ode até a Satírica, incluindo as formas livres e fixas. Não quero adentrar em definições, nem aos aspectos históricos em que cada uma delas estão inseridas, mas sugerir dicas para aqueles que pretendem participar de certames literários. Então, nada melhor que conhecer as principais características de um poema, extraído do livro [1]Português: linguagens de Cereja e Magalhães. São elas:
  •   Geralmente é construído em verso; 
  • Os versos podem ser agrupados em uma ou mais estrofes;
  • Explora a musicalidade e o ritmo das palavras 
  • Frequentemente são empregadas figuras de linguagem com a intenção de criar efeitos de som e de sentido; 
  • Pode apresentar rima no final ou no interior dos versos; 
  • Pode ou não empregar recursos sonoros, como a aliteração, a assonância, a paronomásia, o paralelismo;
  • Pode apresentar imagens e recursos gráficos e visuais.

É necessário, também, conhecer os recurso musicais que os versos exigem, tais como: a métrica, o ritmo e a rima. Para saber mais, acesse estes links:


E para concluir, nada melhor que citar Elias José: “[2]A poesia está nas palavras bem usadas, na musicalidade conseguida, no que o autor nos diz e como diz”.



[1] CEREJA, William Roberto & MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: linguagens: volume único. São Paulo: Atual, 2003.
[2] JOSÉ, Elias. A poesia pede passagem: um guia para levar a poesia às escola. São Paulo: Paulus, 2003.

2 comentários :