8 de abr de 2012

Minicoletânea de Escritores Colegienses

A Minicoletânea de Escritores Colegienses foi publicada no ano de 2003. Nela os escritores Ronaldo Pereira de Lima, Wellington Liberatos dos Santos, Joseana dos Santos Matias e Janda Lilian contribuíram com seus escritos em prosa e verso.

Ela surgiu de um anseio literário e de uma paixão. A gente decidiu tirar os engavetados e ver os nossos escritos impressos para que fizesse parte do acervo cultural do município de Porto Real do Colégio - Alagoas. 

Nela, a gente usou uma linguagem simples e acessível ao leitor para que eles possam sentir o prazer da leitura, como podem ser lido alguns textos abaixo:


Mudança

Agonia morte ó dor respiração que não sai assento magro origem respiração que já vai. Adeus mas odor rolou abril marca oriundo respiração já foi.

 Ronperlim

Disperso

Que me importa isto tudo?
Que me importa, que me importa?
A dor que me mata, o vendaval que me não torna pó, as balas que penetram o esqueleto; que não morre...
Que me importa?
Wellingto Liberato


Simplesmente acontece

A paixão não acontece porque a gente procura.
Simplesmente ela chega e se instala no nosso coração, mente e alma.
Quando percebemos, já estamos envolvidos sem saber como e porque este sentimento acontece, sem escolher pessoa, momento e lugar, simplesmente acontece.
Janda Lílian

O destino a sua frente

Ouço a colega falar
Que não sabe seu destino
Nem donde vai parar
Ai eu começo a me perguntar:
Quem é esse cara,
Chamado Destino?
Porque ele está sempre a nossa frente
Esperando por a gente?
Queria conhecê-lo, mas ele não deixa
Queria ser sua amiga
Mas ele não quer minha amizade
Não o conheço, nem mesmo vejo
Mas ouço falar
É parente do futuro, conhecido por Destino
Criticado de chato, cruel malvado
E de tudo é culpado
Constitui-se por ações e reações
Do presente e do passado
O Destino está conosco
Do embrião ao idoso
Ele depende do que se faz ontem
Do que se faz hoje
O Destino não é feito
Cada um faz seu Destino.
Joseana dos Santos

Nenhum comentário :

Postar um comentário