8 de abr de 2012

Ás margens do Rio Rei

Às Margens do Rio Rei compreende três partes: a História, a Geografia, os Aspectos Culturais e Econômicos.
Na primeira faz uma abordagem de como se deu o povoamento de Porto Real do Colégio, o povo que já vivia aqui, as influências que sofreram com a catequização dos jesuítas, os seus aspectos políticos, a mistura das raças, a presença de D. Pedro II e a nossa Política de ontem até os dias atuais.
         A Segunda faz um esboço da Geografia Humana e Física, sua economia, seus principais rios e riachos, as belezas que integram a cidade, a importância do São Francisco para a vida dos colegienses, as riquezas hídricas e mal exploradas, a falta de incentivo no desenvolvimento da agricultura (o município só disponhe do Pronaf B), a pecuária, a terra boa para o cultivo de várias culturas, o projeto Itiúba que mantém o sustento de várias famílias, a presença da cana-de-açúcar que substituiu a plantação de alguns lotes de arroz. A presença de algumas casas comerciais, expondo de forma clara o desenvolvimento lento do comércio, a dependência da cidade de Propriá em alguns aspectos.
A terceira parte revela as riquezas culturais e artísticas de que dispõe o nosso município nas artes, na literatura, na música, no barro e no artesanato. Nesta última modalidade destacando-se o artesanato indígena, feitos com palhas, sementes diversas e ossos e as bordadeiras que nos enriquecem com o rendendê, bordado muito bem trabalhado e de grande beleza, sendo uma das fontes de renda e a principal produção artesanal do município. É por isso que se diz que Colégio é a terra do redendê. 
Diante do exposto, espera-se que os leitores de Às Margens do Rio Rei possam encontrar nesta obra informações que lhes formem uma consciência crítica e os situem no tempo e no espaço.   

Nenhum comentário :

Postar um comentário